Três coisas superimportantes que ninguém te falou sobre como escolher a profissão que te fará feliz

Tempo de leitura: 9 minutos

Durante toda sua vida você aprendeu várias coisas na escola, na sociedade, com seus pais e com seus amigos. Na escola sempre lhe ensinaram matemática, português, historia, geografia, enfim uma grade completa de matérias...

Ensinaram a você tudo o que é necessário para que você possa garantir uma boa vaga em uma universidade. Mas e as suas competências, seus talentos e habilidades alguém ensinou você a se conhecer?

Alguém lhe ensinou a usar tudo aquilo que você possui de melhor em você a seu favor?

Acredito que não, e apenas aprender matérias na escola para passar em uma boa universidade não irá garantir que você possua sucesso profissional. Não espere que lhe ensinem essas coisas na faculdade, pois também não vão.

Pensando nisso resolvi escrever este artigo para te contar quais os pontos mais importantes que você precisa avaliar para fazer sua escolha profissional de maneira consciente.

Autoconhecimento

As pessoas que possuem sucesso em sua vida profissional são aquelas que passaram de alguma maneira pelo processo de autoconhecimento.

Mas você sabe o que é autoconhecimento?

Pense um pouco e analise as pessoas que vivem a sua volta, você já deve ter percebido alguém que tem muita facilidade em realizar alguma coisa, alguém que é muito bom na atividade que ela exerce. Parece que são seres superiores a nós que nasceram com super poderes.

Mas não é nada disso. São apenas pessoas que desenvolveram e descobriram a melhor forma de utilizar as habilidades que elas possuem.

E como é que elas descobriram essa forma? Só há uma maneira de descobrir como utilizar suas habilidades e talentos a seu favor, é passando por um processo de autoconhecimento. Muitas pessoas querem atingir esse nível de desenvolvimento, serem bons profissionais, mas não estão dispostas a parar para pensar nem por um minuto sobre o processo de autoconhecimento. E é provavelmente por isso que são pessoas frustradas consigo mesmas e com a vida que estãolevando.

Eu sei que você não quer ser esse profissional e uma pessoa frustrada com sua vida, por isso trate de começar seu processo de autoconhecimento o quanto antes.

A profissão que lhe trará uma vida plena está diretamente ligada com seu autoconhecimento, por isso não adianta você dar ouvidos ao que alguém acha que será uma boa escolha profissional para você, ou o que o mercado está ditando que será promissor, pois a resposta para essa questão está dentro de você.

É quase impossível alguém se desenvolver em sua profissão se ela não sabe quais são seus pontos fortes, pois ela não sabe do que é capaz e o que poderá fazer ela se destacar e alavancar em sua carreira.

Nós somos seres que possuímos talentos e esses talentos são importantes não apenas para nos desenvolvermos em nossas carreiras, ou para ficarmos nos exibindo, mas sim para termos o sentimento dentro de nós de que somos capazes e isto é importante porque está ligado a nossa autoestima, e quando temos autoestima elevada nós nos sentimos muito mais fortes para passar por momentos difíceis, pois conhecemos nossos limites e as nossas fraquezas.

Dinheiro

Sucesso ou satisfação profissional? Status ou paixão pelo que faz? Agradar aos outros ou a si mesmo?

Estas são questões de extremo conflito dentro de todos os seres humanos.

A questão do dinheiro na fase de decidir qual a profissão que deve seguir é algo que interfere muito na escolha. Na hora de decidir sua profissão muitas pessoas estão levando em consideração apenas motivos externos, e deixam de lado aquilo que está em seu interior. Seria muita hipocrisia de minha parte falar que dinheiro não importa, porque pensar nas coisas materiais que você deseja conquistar é bom, pois te motiva a ir em busca de crescimento, mas isso não pode interferir em sua escolha, pois escolher sua profissão se baseando somente em seus ganhos financeiros não é o caminho certo a se seguir.

Muitas pessoas levam em consideração apenas os ganhos financeiros para se decidir, pois visam sempre à profissão que lhes garantirão grandes salários, isso acontece porque nesse mundo consumista em que vivemos para sermos vistos e aceitos pela sociedade temos que possuir celulares de ultima geração, um carro zero, roupas de grifes...

Não podemos negar que ter dinheiro é maravilhoso, pois é ele que nos proporciona os maiores prazeres desse mundo e facilita nossas vidas, nós temos que almejar ter dinheiro, só não podemos ter a crença que o dinheiro é o bem para todo o mal.

O dinheiro pode lhe garantir bons médicos, mas não lhe garantirá a saúde, pode lhe trazer prazeres, mas não trás alegria, pode trazer pessoas, mas não traz amigos, pode lhe trazer conhecimento, mas não sabedoria, pode lhe trazer companhias, mas não amor.

Já imaginou como deve ser triste ter uma quadra de futebol em sua casa, mas não ter amigos para jogar com você? Olhe a sua volta talvez você conheça alguém que não tenha um campo de futebol em casa, mas que vive jogando bola na rua com seus amigos. Imagine também você ter uma casa linda na praia, mas não poder desfrutar dela por não ter tempo...

Você não quer isso para sua vida, eu tenho certeza disso. 

O sucesso e a felicidade que você almeja ter em sua vida estão ligados a sua garra, a gostar daquilo que você faz, a se relacionar bem com sua família e ser cercado por verdadeiros amigos e não ao saldo que você tem no banco, pois como eu já citei nada disso o dinheiro pode comprar. Por isso não deixe que o dinheiro interfira, ou seja, o que irá decidir qual profissão você deve escolher. Acredite, tudo aquilo em que você emprega toda sua energia com paixão lhe trará retorno financeiro.

Felicidade

Imagine você daqui alguns anos pensando sobre sua vida e analisando as suas conquistas e riquezas, e perceber que você passou sua vida inteira apenas para conquistar isso. Você vai se sentir totalmente incompleto quando se der conta de que sua vida passou e você viveu apenas para conquistar bens materiais. Mesmo que você tenha conquistado muitas coisas você se sentirá um fracasso.

E por que isso acontece?

Porque você vai perceber que viveu sua vida apenas para satisfazer uma parte dela, que é sua vida profissional. Não se esqueça de que existem outras partes que precisam ser preenchidas, porque senão você se sentirá vazio como se houvesse um buraco enorme dentro de você.

Pessoas que vivem a vida uma forma plena não se sentem incompletos, pois eles não sacrificaram nenhuma parte de suas vidas para suprir outras, eles encontraram um equilíbrio entre todas as partes que compõem suas vidas como: trabalho, carreira, lazer, amigos, família, responsabilidade social, doação, religião.

Uma pesquisa realizada pelos consultores Tower Watson apontou que 65% das pessoas se consideram desconectadas de sua organização, do seu trabalho, e não se sentem bem física e emocionalmente na empresa. Dos 28 países analisados, o Brasil foi o que apresentou maior concentração de desanimados. As consequências são desastrosas e perigosas para essas pessoas: depressão, fobia e síndrome do pânico.

Não precisa ir muito longe eu tenho certeza que você deve ter alguém a sua volta que sofre de depressão, que se sente desmotivada, infeliz, angustiada, por conta do trabalho que ela exerce. Hoje grande parte da população se sente insatisfeita com sua profissão. 

E porque ocorre essa desconexão, essa infelicidade generalizada?

Uma geração anterior a nossa tinham como objetivos apenas garantir seu emprego a todo custo, não pensavam em seu bem estar, trabalhavam horas e horas em condições muitas vezes precárias. Eles não tinham muitas opções e possibilidades de se fazer um curso de ensino superior e os cursos oferecidos eram bem escassos, então quem possuía um diploma já teria seu futuro garantido, hoje já não é bem assim as possibilidades e cursos oferecidos são abundantes.

O autoconhecimento era uma palavra mística algumas décadas atrás, pois a maioria das atividades desenvolvidas no mercado de trabalho eram robóticas e não exigia muito o talento, inspiração e a criatividade das pessoas, mas apenas suas habilidades motoras, então não havia necessidade de se conhecer.

Todos esses fatores contribuíram para que essas pessoas que se se sentem infelizes hoje começassem a analisar suas vidas e ver o quanto esses fatores lhes impediram de escolher algo que as fizessem felizes em suas profissões.

Diante dessas informações você com certeza irá repensar sua vida e suas escolhas. A felicidade no trabalho vem sendo algo muito falado nos últimos tempos, e isso ocorre porque as pessoas tem percebido que “nem só de trabalho vive o homem, mas sim da soma de todos os aspectos da vida”.

Por isso a partir de hoje viva em constante analise e veja se você não está sacrificando alguma parte de sua vida em detrimento de outra.

E lembre-se para se sentir mais feliz você precisa encontrar um equilíbrio para satisfazer todas as partes de sua vida e encontrar uma profissão onde você possa usar suas forças, seus talentos e habilidades e acima de tudo ser você mesmo.

Fonte Livro: Influência Positiva - Pais & Filhos - Construindo Um Futuro de Sucesso Sampaio, Maurício